Tente me evitar

fonte: http://bit.ly/ok13PR

Você tenta, desesperadamente, me evitar, mas acaba caindo na minha teia. Um jogo perigoso, que lhe tira oportunidades, momentos e tantas outras coisas que poderiam ter acontecido, mas não aconteceram. E sabe por quê? Porque eu estou presente em seus pensamentos e, por vezes, você fortalece essas reflexões e me faz mais importante que qualquer outra coisa.

Com frequência, sou sua única companhia no meio da multidão. Nossa ligação é tão forte que eu transpiro em você, exalo o meu aroma perigoso e sedutor e, se me permitir, tomo conta de todo o seu ser. Tente me esconder, me trancar no arquivo morto da sua mente, mas todo o esforço será inútil. Eu sempre apareço. Surjo cauteloso, em situações aleatórias e, de brinde, faço uma maldade: escancaro sua fragilidade, sua submissão a mim.

Sei tudo sobre seus defeitos e suas fraquezas. Isso me ajuda a causar a desordem na sua mente, me assessora ao brincar com seus sentimentos. Pobre criatura é você, mesmo eu acabando com seus sonhos, nunca vou te abandonar. O jeito é aprender a conviver ao meu lado, com as minhas manias assustadoras e com o meu contagiante ar pessimista.

Às vezes, me faço necessário. Te salvo de umas encrencas. Mereço os créditos… Contudo, sou falso, faço qualquer coisa para estar em sua companhia. Eu minto, te desanimo e trago comigo um inferno astral, tudo pra você clamar por mim, mostrar a sua dependência.

O problema é você achar que eu sou coisa sua, que nenhuma outra pessoa me possui. Pois é, um grande engano, não sou exclusivo e nem quero ser. Gosto de me jogar por aí e, com a conduta do sorrateiro, pego todos de surpresa, seja na calada da noite ou no ligeiro cotidiano.

Não costumo me apresentar, como disse, apareço de repente. Todavia, vou fazer diferente…

Prazer. Me chamo Medo e sou seu pior inimigo.

Mas não se assuste, estou aqui apenas para induzir o despertar de sua melhor amiga: a Coragem.

“Quando se cede ao medo do mal, já se nota o mal do medo.” – Beaumarchais, Pierre

Bruno Souza

Anúncios

Sobre Santa Balbúrdia

https://santabalburdia.wordpress.com/about/

Publicado em 8 agosto, 2011, em Balbúrdios - Bruno Souza. Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Gostei muito, Bruuu!
    Parabéns!

  2. Márcia Carrilho Souza

    Muito bom!

  3. Há, até que tá legalzinho hauhauah. Brinks, mandou bem mesmo. Tem uma musica mais ou menos parecida, mas quem é o inimigo nesse caso, seria o diabo. Tbem pode-se encaixar no contexto.
    Parabens Bruno.

  4. Sei que você está lendo esse comentário de trás de mim, mas mesmo assim falarei…
    ahuahauahuaa
    #fortesentendam
    Achei bem interessante o mistério do eu-lírico e, como sempre, palavras difíceis que me fascinam!!
    Parabéns! ;D

Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: